Coluna da Gilda

gilda_300x200Gilda Palhares  é graduada pela PUC-RJ em Comunicação Social e pós-graduada em Psicologia Positiva e Integração com Coaching pela Psi+ e AVM Faculdade Integrada e em Administração Empresarial pela UFF. Carreira desenvolvida durante 20 anos, na VARIG, atuando na área de RH em Educação Desenvolvimento. Especialista em desenvolver e ministrar programas de treinamentos comportamentais desde 2004 atua como consultora na Eduvir Consutoria.
A

Posts mais recentes


A Sessão Vai Começar – Um Lugar Silencioso

Em março em vez da nossa sessão mensal, celebramos o Dia Internacional da Mulher apresentando o estudo da Dra. Barbara Fredrikson, da Universidade da Carolina do Norte – EUA sobre a Positividade e as Emoções Positivas. Este mês estou de volta com o tema Comunicação que já abordei em fevereiro sobre a ótica do poder da comunicação não–verbal através do filme “A Forma da Água” que aliás ganhou o Oscar de melhor filme e direção. E escolhi o filme “Um Lugar Silencioso” que se tornou um sucesso de bilheteria nos Estados Unidos desde seu lançamento em princípio de abril. É um filme de suspense e terror sobre uma família forçada a viver em silêncio absoluto para que não sejam devorados por criaturas alienígenas com a audição sobrenaturalmente aguda. Os monstros se guiam apenas pela audição. O expectador passa a conviver neste mundo onde os seres humanos são obrigados a serem “mudos“ sempre prestando atenção em qualquer ruído e as criaturas que utilizam somente um dos cinco sentindos que é o Ouvir. Como já tinha abordado a questão da comunicação não–verbal o meu olhar com este filme foi para o tema da habilidade de ouvir.  Ouvir é a habilidade mais negligenciada na comunicação. Saber ouvir exige quase sempre esforço reeducativo, pois somos muito mais condicionados a falar e só ouvir o que julgamos ser do nosso interesse. É fundamental “saber ouvir” para poder “saber falar”. Quando ouvimos atentamente uma pessoa, estamos na verdade escutando duas partes distintas de sua mensagem: Em primeiro lugar: estamos prestando atenção nas palavras, isto é, no conteúdo da mensagem. Em segundo lugar: estamos prestando atenção no...

Celebrando o Dia Internacional da Mulher com Emoções Positivas

Seriam tantas os temas que poderia abordar para falar neste 8 de março quando celebramos um dia tão belo que é “O Dia Internacional da Mulher”. Logo, lembrei do estudo da Dra. Barbara Fredrikson, pesquisadora do laboratório de Emoções Positivas e Psicologia da Universidade da Carolina do Norte – EUA. No seu livro Positivity (Three Rivers Press, 2009) ela nos convida a conhecer o conceito de Positividade que como ela menciona pode vir em vários formatos e tamanhos.Ela explora o tema através de 10 emoções positivas que foram identificadas na sua pesquisa pois são as que mais brilham no diaadia da vida das pessoas. Da lista abaixo vocês saberiam dizer quais seriam as 10? Realização Orgulho Satisfação Humor Admiração Confiança Vibração Divertimento Gratidão Carinho Interesse Serenidade Encantamento Gentileza Realização Otimismo Generosidade Inspiração Compaixão Alegria Bravura Amor Afeição Solidariedade Divertimento Esperança Harmonia Vitalidade São todas emoções incríveis mas as 10 Emoções Positivas do estudo da Dra.Fredrikson, são estas que estão em ordem pela frequência que elas apareceram ao longo da pesquisa. ALEGRIA GRATIDÃO SERENIDADE INTERESSE ESPERANÇA ORGULHO DIVERTIMENTO INSPIRAÇÃO ENCANTAMENTO AMOR É importante ressaltar que o AMOR aparece no final pois é a emoção que reúne todas as outras. Então, das 10 emoções mencionadas a que floresceu em mim hoje foi o ORGULHO. Dedico esta emoção a todas as mulheres do mundo que trilhamum sentido de propósito e significado expandindo o potencial para fazer coisas maiores em prol de todos. Um maravilhoso...

A Sessão Vai Começar – A Forma da Água

Estamos chegando perto da entrega do Oscar e os cinemas estão exibindo vários filmes indicados. São nove produções concorrendo na categoria de Melhor Filme. Um deles é “A Forma da Água”, do diretor Guillermo del Toro, que escolhi para conversarmos nesta sessão. A trama do filme se passa durante a Guerra Fria nos anos 60, em um laboratório secreto do governo norte-americano. A protagonista, Elisa (Sally Hawkins) ,trabalha de madrugada como faxineira no local. Junto com uma colega, Zelda(Octavia Spencer), limpam corredores subterrâneos, laboratórios e sanitários. Num dia, testemunham a extraordinária aquisição secreta do centro: uma criatura anfíbia, meio homem e meio lagarto, capturada na Amazônia. Elisa fica fascinada pela criatura que está ali para ser usada como experimento. Sozinha descobre que pode se comunicar com o “homem peixe” e, lentamente, os dois se apaixonam. A grande questão é que Elisa é muda, assim como a criatura anfíbia. A comunicação é toda realizada através de linguagens de sinais e expressões faciais. Achei que seria uma ótima oportunidade para conversarmos sobre o poder da comunicação não verbal. A linguagem corporal ou expressões faciais são as formas de comunicação mais antigas e naturais dos seres humanos. Alguns estudos revelam que ela é mais importante do que o tom de voz ou o conteúdo da mensagem a ser passada. A maioria dos pesquisadores hoje concorda que as palavras são usadas principalmente para transmitir informações, ao passo que a linguagem corporal é usada para negociar atitudes interpessoais e, em alguns casos, como substituta das mensagens verbais. De acordo com vários estudos, a porcentagem da comunicação não verbal em transmissão de qualquer mensagem é muito...