Gratidão pra recomeçar

Gratidão pra recomeçar

Alguns de nós chegamos ao final de 2020. Nem todos tiveram a mesma sorte ou destino. Começamos o ano com as perspectivas e os pensamentos que os inícios nos trazem: esperanças, sonhos, desejos, planos…

No Carnaval, já recebíamos notícias do vírus se espalhando na Itália e na Espanha, e pensamos que, separados por um oceano estaríamos protegidos. Não demorou muito. Pelo ar, o vírus viajou até nós. E, em três semanas, começou o isolamento social no Brasil.

Foi um ano de adaptação, sentimentos, perdas, ganhos. Este ano aconteceu, ponto. Resisto à ideia de apagar 2020 da minha vida. Ao lado das tristezas e luto pelas perdas dos/das amigos/as, está o mergulho que fiz para dentro de mim (Eu, Caçadora de Mim; lembrando da música de Sergio Magrão e Luiz Carlos Sá, imortalizada na voz de Milton Nascimento). O tempo no transporte para chegar e sair do trabalho transformado em tempo de interiorização, de meditação… A conclusão da pós graduação com a entrega do trabalho de conclusão de curso (TCC)… o aprendizado e a realização de diversas Lives para compartilhar conhecimentos… um livro lançado (capítulo sobre CNV) e um capítulo escrito para outro livro (carreira e longevidade) … as rodadas de 21 Dias de Meditação (21-Day Meditation Experience, app no Google Play) gratuitas, oferecidas pelo Chopra Center Meditation, com Deepak Chopra e Oprah Winfrey. E muito mais…

O médico Deepak Chopra, autor de diversos livros e especialista em medicina alternativa, afirma que a prática da gratidão pode nos trazer benefícios nos âmbitos físico, social e psicológico. No físico, a gratidão fortalece nosso sistema imunológico, melhora o sono e nos traz mais energia, entusiasmo, determinação e foco. Na dimensão social, podemos nos tornar mais compassivos, generosos e prestativos, além de sentirmos menos a solidão. E no psicológico, a gratidão estimula as emoções positivas, traz otimismo sobre o futuro e nos fortalece nos tempos difíceis. Karson McGinley, professora de yoga e colaboradora no blog do Chopra Institute, baseada nos estudos e pesquisas de Robert Emmons sobre gratidão, nos oferece 5 práticas que envolvem escrever à mão, alinhando as inteligências da mente, do coração e das mãos:

  1. Escrever 3 coisas pelas quais você é grato/a naquele dia (para os/as iniciantes na prática da gratidão), acrescentando a razão da gratidão. Por exemplo: “sou grata por saber escrever, porque posso compartilhar minhas ideias).
  2. Experimentar uma sessão de gratidão temporizada, por cinco minutos. Dispare o temporizador e escreva o máximo coisas pelas quais você é grata/o, sem parar para pensar, deixando fluir.
  3. Dar foco na profundidade e especificidade. Escolher uma coisa (sua residência, seu trabalho…) e escrever os agradecimentos com o máximo de detalhes possível. Segundo a autora, essa prática é útil quando estamos irritados/as ou frustrados/as em alguma parte de nossa vida, nos ajudando a ampliar as perspectivas.
  4. Dar foco na densidade da gratidão. Escolher uma situação da sua vida e escrever todas as pessoas a quem você se sente grato. Por exemplo, se você (como eu) concluiu sua pós graduação, mestrado, doutorado etc., escreva todas as pessoas (seus professores, seus pais, seus professores do ensino médio, seu companheiro/a, seus filhos, amigos/as etc.) que contribuíram para a realização de sua meta.
  5. Encontrar gratidão em seu entorno. Estando em sua casa, no parque, em seu quarto, aprecie o que está ao seu redor, pois é fácil tomar as coisas como certas quando estamos em contato com elas todos os dias. Apreciarmos o que consideramos como natural ajuda a desenvolver o que Robert Emmons chama de disposição para a gratidão, que é o objetivo principal das práticas de gratidão.

 

Por tudo isso, minha receita para o final de ano envolve o exercício da gratidão. Comece (ou continue) seu caderno de gratidão (isso mesmo, no físico). Durante 2020, participei de alguns grupos no WhatsApp, inspirados no livro “A Magia”, de Rhonda Byrne, nos quais recebia a sugestão de diversas vivências e, dentre elas, a prática diária da gratidão. Começar o dia encontrando razões para agradecer, além da primeira de todas: estar viva.

 

E, para nos acompanhar nesse momento de virada (de ano, de vida, do que vc desejar), trago a inspiração de Mauricio Barros, Mauro Santa Cecilia e Roberto Frejat; compositores da música “Amor pra recomeçar”:

 

“Eu te desejo não parar tão cedo

Pois toda idade tem prazer e medo

E com os que erram feio e bastante

Que você consiga ser tolerante (…)

Quando você ficar triste, que seja por um dia

E não o ano inteiro

E que você descubra que rir é bom

Mas que rir de tudo é desespero (…)”

 

Para seguir pensando e sentindo:

Caçador de Mim – https://www.youtube.com/watch?v=3AhvAPcvMPg

Amor pra recomeçar – https://www.youtube.com/watch?v=BBsRGi_CpXk

https://time.com/5836829/deepak-chopra-time-100-talks/

https://chopra.com/articles/advanced-gratitude-journaling-5-practices-for-increased-happiness

 

 

Imagem:

Avi Chomotovski from Pixabay

 

7 Comments

  1. Gratidão é o reconhecimento de uma vida,de uma história vivida em capítulos sem fim.
    Reconhecer a própria gratidão é superar limites que vc jamais poderia imaginar que podia.
    Gratidão é alegrar-se diante de Deus,e se curvar das maravilhas dele.

    Reply
  2. Poxa Ângela, só posso te dizer que Deus lhe abençoe com muitas bênçãos de luz. Para que vc continue mergulhando na essência humana e tendo a amizade de compartilhar seus achados. É um prazer estarmos ligadas. O exercício da gratidão foi uma constante em meus dias, mas confesso que, nesta pandemia, esqueci a prática. Dias tristes. Mas sempre acreditei que passariam. É com esta minha crença que desejo dias de saúde, fé e amor em 2021 para vc e família. Abraço apertado

    Reply
  3. Ler o texto foi como deslizar suave e leve. Transmite pensamentos e sentimentos agradáveis, sem ser meloso e de auto ajuda.
    Ler esse texto é um mergulho profundo no nosso ser.
    Ao terminar de ler sinto que vivi coisas boas e que eu também me voltei para dentro de mim e pude me conhecer melhor. E buscar me conhecer melhor sempre me assustou.
    Parabéns Ângela.

    Reply
  4. Ângela , Excelente reflexão!
    O interessante é que as coisas experimentadas por você e os aprendizados foram bem semelhantes às minhas.
    Sincronicidade no caminho!
    Eu, além dos Retiros virtuais do CEBB, e dos 21 dias do circuito de meditação da Abundância de Depack Chopra foi muito transformador o Curso Cultivo da Compaixão desenvolvido pelo Compassion Institute, da Universidade de Stanford.

    Reply
  5. caminho p a luz

    Reply
  6. Gratidão!

    Reply
  7. Muito bom!!!

    Reply

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *